sexta-feira, outubro 27

A Obra Salvífica de Jesus Cristo - 1ª PARTE Lição 5 – CPAD - 4º TRIMESTRE 2017

A Obra Salvífica de Jesus Cristo - 1ª PARTE
Lição 5 – CPAD - 4º TRIMESTRE 2017
Estudo Subsídio Pastor Prof. OSVARELA
TEXTO ÁUREO
"E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito." João 19.30
Leitura Bíblica Em Classe
João 19.23-30
23 Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura.
24 Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Para que se cumprisse a Escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, E sobre a minha vestidura lançaram sortes. Os soldados, pois, fizeram estas coisas.
25 E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.
26 Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
27 Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.
28 Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede.
29 Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissope, lha chegaram à boca.
30 E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.
Texto auxiliar
 “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim...” (Gl 2.19b-20).
ανασταυροω - anastauroo; v. levantar sobre uma cruz, crucificar
αναστεναζω - anastenazo; v. tirar suspiros profundos fundo do peito, suspirar profundamente.
O "símbolo" do cristianismo
Os elementos anticristãos do mundo secular dariam tudo para conseguir eliminar manifestações públicas da cruz.
Tão forte é esta frase que somos chamados por alguns grupos de Povo da Cruz.
Tal expressão, é utilizada por grupos perseguidores de cristãos, e mesmo, ateus ou perseguidores do Evangelho, que usam imagens fortes para propaganda anti-cristã, com a morte de alguns cristãos, seja de qual confissão for.
Somos realmente o Povo Da Cruz!
E não temos vergonha de anunciar, isto!
A Cruz não tem glamour
É necessário saber que a cruz existia antes do Calvário ter o Filho de Deus em seu topo, pendurado em uma cruz pelos romanos!
Cruz – σταυρος; instrumento bem conhecido da mais cruel e ignominiosa punição, copiado pelos gregos e romanos dos fenícios.
À cruz eram cravados entre os romanos, até o tempo de Constantino, o grande, os criminosos mais terríveis, particularmente os escravos mais desprezíveis, ladrões, autores e cúmplices de insurreições, e ocasionalmente nas províncias, por vontade arbitrária de governadores, também homens justos e pacíficos, e até mesmo cidadãos romanos.
Cruz Latina (crux immissa): É a mais comum de todas as cruzes. Ela era um instrumento de condenação à morte nos tempos de Jesus. Ela nos lembra o supremo sacrifício que Jesus ofereceu pelos pecados de todo mundo. Tradicionalmente ela simboliza a crucificação, no entanto, como é totalmente vazia, também nos lembra a ressurreição e a esperança da vida eterna.
Mas há vária controvérsias sobre o uso da Cruz. Algumas poucas Igreja Evangélicas não usam a Cruz em seus templos e identificação, no Brasil. No Mundo todo a Cruz Vazia é o símbolo do Cristianismo.

A Própria Cruz, em lugar do que nela aconteceu há 19 séculos, se tornou o centro da atenção.
O seu formato, embora concebido por pagãos cruéis para punir criminosos, se tornou sacro e imbuído de propriedades místicas, que alimentam uma sensação de proteção para os que a usam, e para os que fazem seu sinal,(respeitando, muito a reverencia dos cristão que o fazem em frente a suas catedrais, ou capelinhas,), mas a própria Igreja por anos usava a Cruz, ou sinal da Cruz e a própria exibição da cruz, de alguma forma, como garantia de proteção divina, ou mesmo para exorcismo, como se qualquer cruz tenha poderes divinos. Os demônios temem a Cristo, não uma cruz.
É interessante que a própria e legitima cruz se perdeu no tempo, e as escrituras não falam dela, a não ser quando nela estava o seu maior sofredor, que como homem, em sofrimento e flagelado teve que ser ajudado por outro homem, sem, contudo, não ser ajudado, nem pelo Pai, na hora do “Está consumado ou Tetelestai”.
A cruz é universalmente reconhecida como símbolo do cristianismo, é vista no topo das torres de dezenas de milhares de igrejas, nas procissões, sendo frequentemente feita de ouro e até ornada com pedras preciosas. Mas, não há nenhuma interação entre as cruzes preciosas, com a Cruz Gloriosa do Salvador!
Nem ouro, prata, brilhantes, pedras preciosas podem enfeitar a Cruz de Cristo, pois ela é um símbolo que tem sangue como marca, não sangue de animais, de homens, comuns, pois antes de Jesus outros homens morreram na cruz.
Mas, a Crus de Jesus de Nazaré é inigualável, foi o local da morte do Unigênito de Deus.
Embora a sua História não encerrou-se na Cruz, ela foi o preço vicário dado por Deus à Humanidade.
Cruz
A cruz é considerada um símbolo universal. Os egípcios a chamavam ankh
συσταυροω - sustauroo; v. crucificar juntamente com; A morte de Cristo na cruz acabou com a nossa corrupção anterior. Pela morte de Cristo na cruz, tornei-me totalmente separado (morto para) da minha antiga forma de sentir e agir.
χξς chi xi stigma; a vigésima segunda, décima quarta e uma letra arcaica (4742 como uma cruz) do alfabeto grego (intermediária entre a quinta e sexta), usadas como números; representação numérica.
O último clamor de Jesus na cruz, TETELESTAI (“Está consumado!”), é um bom exemplo do Tempo Perfeito usado neste sentido. Em outras palavras, “[a expiação] foi totalmente realizada, de uma vez por todas.
O mitte de toda a História da salvação é o momento da Crucificação. Sem a morte não teria remissão.
A Cruz foi o patíbulo de morte de um Justo. Jesus de Nazaré, mas foi o altar de sacrifício dos pecados do todos os homens.” Osvarela
Toda a Humanidade foi atingida por este momento, impar. Não haverá nunca mais um evento que atingiu e mudou toda a História do Universo.
Atingiu: Céus, Terra, Humanidade, Anjos, Satanás e glorificou ao Pai, que virou por um único instante, no Aeon, [lhe deu "as costas"] desamparou Seu Filho Amado, pois ali estava acumulado o pecado de bilhões, trilhões de homens, do passado, dos que naquele momento presente viviam ou nasciam, e dos que ainda nasceriam e seriam atingidos pelo ato mais profundo de amor, jamais visto pelas Potestades, Impérios e Poderes do Universo Cósmico.
A palavra grega sustauroo; toma significado quando eu entendo que na Cruz de Cristo nós estávamos junto com Ele, embora não fisicamente, mas ajudando a pesar sobre Ele todos os nossos pecados. v. crucificar juntamente com; A morte de Cristo na cruz acabou com a nossa corrupção anterior.
Precisamos entender que, pela morte de Cristo na cruz, tornei-me totalmente separado (morto para) da minha antiga forma de sentir e agir.
Crucificação à qual Cristo foi submetido
“E levaram-no ao lugar do Gólgota, que se traduz por lugar da Caveira. E deram-lhe a beber vinho com mirra, mas ele não o tomou. E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sobre elas sortes, para saber o que cada um levaria. E era a hora terceira, e o crucificaram. E por cima dele estava escrita a sua acusação: O REI DOS JUDEUS. E crucificaram com ele dois salteadores, um à sua direita, e outro à esquerda.” Marcos 15:22-27
Jesus estando entre os céus e a terra representava a posição letal da humanidade, que não tinha mais esperança aqui na terra e não podia libertar-se as estacas que a prendiam na morte, tal como o filho de Deus ficou dependurado, sob um castigo cruel, que era para a minha condenação, era eu quem deveria estar naquela posição.
ουρανος – ouranos; céu; n. m. espaço arqueado do firmamento com todas as coisas nele visíveis;
Universo, mundo -  atmosfera ou firmamento, região onde estão as nuvens e se formam as tempestades, e onde o trovão e relâmpago são produzidos
Os céus siderais ou estrelados;
Região acima dos céus siderais, a sede da ordem das coisas eternas e consumadamente
"E Jesus, dando um grande brado, expirou. E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo. E o centurião, que estava defronte dele, vendo que assim clamando expirara, disse:  Verdadeiramente este homem era o Filho de Deus." Marcos 15:37-39
bara’; v. criar, moldar, formar; moldar, dar forma a; criar (sempre tendo Deus com sujeito; referindo-se ao céu e à terra
שמין - shamayin (aramaico); n. m. céu, céus, firmamento; firmamento visível; Céus (como morada de Deus
ακρον - akron; adj. os limites mais distantes, extremidades, pontas, fim, o mais alto, extremo; da terra; do céu
ανωθεν - anothen; adv. de cima, de um lugar mais alto; de coisas que vem do céu ou de Deus
επουρανιος - epouranios; adj. que existe no céu; coisas que têm lugar no céu; regiões celestiais - o céu em si mesmo, habitação de Deus e dos anjos -  os céus inferiores (referência às estrelas) -  os céus, (referência às nuvens -  o templo celeste ou santuário
ουρανιος - ouranios; adj. Celestial -  que reside no céu -  que vem do céu
ουρανοθεν - ouranothen; adv. do céu
perfeitas, onde Deus e outras criaturas celestes habitam
παλιγγενεσια - paliggenesia; n. f. novo nascimento, reprodução, renovação, recreação, regeneração -  por isso renovação, regeneração, produção de uma nova vida consagrada a Deus, mudança radical de mente para melhor. A palavra é freqüentemente usado para denotar a restauração de algo ao seu estado primitivo, sua renovação, como a renovação ou restauração da vida depois da morte; A renovação da terra após o dilúvio; Renovação do mundo que terá lugar após sua destruição pelo fogo, como os estóicos ensinavam.

Paliggenesia- O sinal e gloriosa mudança de todas as coisas (no céu e na terra) para melhor, aquela restauração da condição primitiva e perfeita das coisas que existiam antes da queda de nossos primeiros pais, que os judeus esperavam em conexão ao advento do Messias, e que os cristãos esperavam em conexão com a volta visível de Jesus do céu.

Nenhum comentário:

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Geografia Bíblica-Texto-Local!

Para quem estuda a Arqueologia - Mapas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
Viaje à Terra Santa pelo seu PC, ou qualquer lugar citado na Bíblia! Com ela você pode através do texto que está lendo ter acesso ao local onde ocorreu o fato bíblico! Forma gratuita, é só clicar e acessar:

Ser Solidário

Seja solidário
"Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu. Como não sou judeu, não me incomodei. No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista. Como não sou comunista, não me incomodei . No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico. Como não sou católico, não me incomodei. No quarto dia, vieram e me levaram; já não havia mais ninguém para reclamar..."
Martin Niemöller, 1933

Doutrina


O Credo da Assembléia de Deus
A declaração de fé da Igreja Evangélica Assembléia de Deus não se fundamenta na teologia liberal, mas no conservadorismo protestante que afirma entre outras verdades principais, a crença em:
1)Em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo (Dt 6.4; Mt 28.19; Mc 12.29).
Pacto de Lausanne – Suíça
Teses de Martinho Lutero
95 Teses de Lutero
Clique e acesse todo texto.

Ensino Dominical